segunda-feira, 22 de fevereiro de 2010

Joaquim Vidal

O técnico em entomologia Joaquim Vidal, funcionário da Funasa, está prestes a trocar o incansável trabalho de combate às endemias em Xapuri pela tranquilidade da aposentadoria.

No momento em que o Acre vive uma epidemia de dengue e Xapuri apresenta um quadro preocupante relacionado à ocorrência de leishmaniose tegumentar americana, principalmente entre crianças menores de 5 anos, o profissional afirma que os governos e a população estão perdendo a guerra para as endemias por falta de vontade política e conscientização.

Vidal ressalta que a falta de apoio ao trabalho do Setor de Endemias é uma das principais razões para a ideia de se aposentar. A falta de estrutura para que o órgão realize de forma eficiente o trabalho de combate à dengue é, segundo ele, a principal razão para o município ter apresentado o grande número de notificações da doença que estão sendo registrados neste ano. “Outros municípios estão sendo beneficiados com caminhonetes, como Brasiléia, por exemplo, e Xapuri não foi contemplado por falta de alguém que faça o trabalho político de trazer para cá o que precisamos”, protesta.

Outro grande problema, de acordo com Joaquim, é a falta de conscientização da população, que apesar das campanhas educativas continua a não se preocupar com os riscos de conviver harmoniosamente com o mosquito transmissor. O técnico explica que a maior ocorrência de criadouros do Aedes está no lixo doméstico, que continua a ser mal cuidado pelas pessoas. “Somos nós que estamos facilitando a vida do vetor. Se cada pessoa se preocupasse em fazer a sua parte na prevenção, ainda teríamos, possivelmente, o problema da dengue, mas numa escala muito menor”, garante.

Quanto à política de saúde que vem sendo desenvolvida pela atual administração municipal, Joaquim Vidal é enfático. “Temos muita gente inteligente, graduada, bem intencionada mas que não entende nada de saúde pública.

Vidal pretende protocolar seu pedido de aposentadoria no Ministério da Saúde até a metade de 2010.

Clique aqui para acompanhar o trabalho de Joaquim Vidal no Setor de Endemias de Xapuri.

5 comentários:

esperança... disse...

Desde já que presto minha solidariedade ao senhor Joaquim, e concordo com ele em genero número e grau, ao se tratar da saúde em Xapuri, que alías é de todos p mais mal administrado do município, basta visitar os postos de saúde, e a propria secretaria que oque vai se ver sao os funcionários parados na frente de seus locais de trabalho fumando um cigarro e colocando o papo em dia, e trabalhar que é bom... alías trabalho é algo que não se ver a muito tempo na saúde de Xapuri, médicos, existe isso será aqui, medicamentos, faça o teste, vá à algum postinho desses em busca de uma consulta e se conseguir ser consultado que acho muito dificil tente ir com seu papelzinho que o medico lhe dar pegar algum medicamento, vai acontecer com você oque aconteceu comigo e com varios outros, "NÃO TEMOS ESSE REMEDIO", foi isso que me pasaram, é inadmicível ver seringueiros saindo dos postos com receita na mão se dirigindo às farmacias porque o município não tem remedios, e todos sabem que a saúde é uma das secretárias que mais tem recursos amigo, grana, bufunfa, dinheiro, onde será que está esse trocadinho...enfim deixo meus pesames a saúde xapuriense assim como a toda administração TODOS POR XAPURI....

Bruna Nicole disse...

Joaquim Vidal
Idealize um modelo de competência
e faça sua auto avaliação para saber o que lhe está faltando para chegar lá, assim você também pode procurar algo para melhorar o seu trabalho.
Ocupe seu tempo crescendo,
desenvolvendo suas habilidades e seu talento.
Só assim não terá tempo de criticar os outros.
"Trabalhe para manter viva em seu peito aquela pequena faísca de fogo celestial, chamada consciência." (George Washington).
Pois o homem que não faz uma auto avaliação não consegui produzir e somente saberá criticar sem poder enxergar seu próprio umbigo.
Estou postando está mensagem, pois vejo não de dentro mais sim de fora a dificuldade e a força de vontade e a capacidade que as pessoas que estão nesta administração não só demonstram mais fazem. Desculpe-me, mas é o que eu penso não podemos ser tão injustos e fingir que não estamos vendo mudanças e resultados, e digo mais os problemas não vêem desta administração e sim de outras que já passaram por lá, e não vai ser do dia para a noite ou de um ano para o outro que ira mudar como um passe de mágicas. Seria muito bom se todo ser humano tivesse este poder? Fazer e desfazer com um “clik” de dedos.
Imaginemos como seria o mundo se cada um fizesse sua parte.
Parabéns Raimari pelo trabalho que você desempenha e pela pessoa maravilhosa que eres.
E parabéns a toda equipe do Bira, continuem trabalhando assim, afinal estão trabalhando para a melhoria da Princesinha do Acre que já saindo do buraco que se encontrava.

esperança... disse...

ai estão as comoventes palavras de mais uma portariáda que soma na lista dos fumantes enfrente os setores de trabalho....abraço e minhas felicitações, mais a mim e a maioria dos xapurienses vc não comove e muito menos engana, faço o desafio a você que é da casa, porque não conversa com seu chefe e tente convensê-lo a fazer uma pesquisa sobre a sua popularidade, e ai veremos, como esta a popularidade do mesmo e por conseguinte os resultados dirão por si só.....

Eden disse...

Uma pena que um profisional como o Joaquim peça sua aposentadoria por falta de estrutura para trabalhar. É impressionante o nosso país, prefere curar do que remediar. A FUNASA tem um trabalho de fundamental importância em nosso País, mas em Xapuri as coisas acontecem ao contrário. Recordo-me que a antiga SUCAM, hoje FUNASA, era uma fundação onde existia movimentação de pessoas, de trabalho, de resolução de problemas. Depois que ela passou para o domínio municipal e isso aconteceu há poucos anos, tudo mudou. Os veículos se deterioraram, as condições de trabalho declinaram de vez. O pessoal da FUNASA era para ter apoio de primeira qualidade, pois o principal trabalho deles é a prevenção. Os administradores de nosso País preferem esperar a ocorrência de uma doença, consequentemente o gasto é maior, do que dar apoio e efetuar a prevenção. Como prova disso basta observar que a dengue em Xapuri está de vento em polpa. Xapuri não foge à regra.

Joaquim Vidal disse...

Quero informar srª Bruna Nicole, que não tenho nenhum curso superior, mas posso lhe afirmar, do meu trabalho eu conheço e sei que em 27 de profissão que tenho, já trabalhei na zona rural e urbana em 09 municípios dos 22 do estado do Acre, sou uma pessoa que tenho cumprido com o meu dever de servidor que sou em todas as atividades a que me determinaram ate hoje, e tenho certeza que incompetência é sinônimo inexistente no meu currículo, não estou preocupado. Não sou o CARA sou apenas um aprendiz, mas Quem me conhece sabe, EU sei da minha capacidade, não vivo a vida de neguem, somente a minha, cada pessoa é um mundo e neste mundo, só tem um soberano que jamais será banido, à força divina.
Agradeço os comentários e desejo muito boa sorte.