quarta-feira, 28 de julho de 2010

Darly Alves cumprirá resto da pena em Xapuri

[Imagem_18_12_08_010.jpg]

O fazendeiro Darly Alves da Silva, 71, está de volta à fazenda Paraná, na Br-317, onde cumprirá o restante de sua pena, prevista para terminar somente em 2015.

Darly se encontra no regime semi-aberto, com autorização para trabalho externo desde abril de 2009, e ganhará direito ao regime aberto no próximo dia 23 de outubro.

O pedido para que o fazendeiro fosse transferido para Xapuri foi feito em maio passado ao juiz da Vara Criminal desta comarca, Anastácio Menezes, pela juíza da Vara de Execuções Penais, Maha Manasfi.

A juíza ressaltou em seu pedido que Darly Alves possui problemas de saúde e que os Relatórios de Acompanhamento Carceráriodo preso também atestam que ele tem cumprido pena de forma disciplinada.

O Juizado Criminal de Xapuri ainda não informou o local onde o fazendeiro deverá se recolher diariamente para cumprir o que resta do regime semi-aberto.

terça-feira, 27 de julho de 2010

Nível do rio Acre preocupa autoridades

Lyslane Mendes, jornal Página 20.

A principal fonte de abastecimento de água da capital, o rio Acre, tem sido motivo de preocupação para autoridades locais nos últimos dias. A forte estiagem também contribui para que o nível das águas do manancial apresente uma redução diária. Na última medição realizada pela Defesa Civil Estadual o rio estava na marca dos 2,52 metros e não há previsão de chuva para os próximos dias.

De acordo com o secretário executivo do Departamento de Defesa Civil do Estado, coronel José Ivo da Silva, a precipitação que ocorreu em grande parte da cidade na tarde do último domingo teve volume de 2,3 milímetros. Ele afirma ainda que, mesmo sem previsão, podem acontecer chuvas isoladas, mas de volume pluviométrico muito baixo.

“O tempo está muito seco no Estado nesse período, com a chuva de domingo que teve um volume significativo, mesmo assim não foi suficiente nem mesmo para irrigar o solo. Mantemos a monitoração dos níveis dos principais afluentes do rio Acre e também estão muito baixos. A situação é preocupante e todos devem ficar atentos à questão de saúde e das queimadas”, destaca.

A atual situação do rio Acre está inferior em 1 metro aos registros da Defesa Civil referente ao mês de julho do ano passado. De acordo com o monitoramento do órgão, em Assis Brasil o rio Acre está na marca de 1,55 metro, em Xapuri o nível é de 2,52 metros e na cidade de Brasileia o volume apresentado é de 1,60 metro.  O Riozinho do Rola também apresenta nível baixo, com apenas 1,19 metro.

O coronel Ivo também destaca que, com a forte estiagem, as queimadas também são motivos de preocupação para a equipe e monitoramentos de focos de calor também é realizado pela Defesa Civil. Nessa quarta-feira, o grupo fará uma panfletagem na Expoacre no intuito de conscientizar as pessoas para os riscos do uso do fogo na área urbana.

segunda-feira, 26 de julho de 2010

Volante do Felipe Massa

volante_ferrari

Veja mais clicando aqui.

Xapuri no Fórum Juvenil do Patrimônio Mundial

Logo Forum Juvenil do Patrimônio Mundial

Cleilson Alves da Silva, ator do grupo Arte na Ruína e contador de histórias do Grupo Fuxico, é criador do projeto “Seringais Cultural”, escolhido para representar o Acre no Fórum Juvenil do Patrimônio Mundial que está sendo realizado no Brasil neste ano de 2010. De Brasília, onde se encontra no momento, o artista xapuriense envia a seguinte mensagem:

Raimari,

Gostaria que publicasse em seu blog uma notícia que é muito importante para Xapuri e para o Acre como um todo mas que não teve muito alarde, pelo jeito.

Sou o jovem selecionado para representar o Acre no Fórum Juvenil do Patrimônio Mundial – que se realiza entre os dias 16 e 26 de julho nas cidades de Foz do Iguaçu (PR), Planaltina (DF), Cidade de Goiás (GO), Missões (São Miguel e Santo Inácio – que abrange RS no Brasil, trecho da Argentina e Paraguai) e Brasília (onde me encontro agora).

Para participar do fórum eu, juntamente com centenas de jovens dos outros estados brasileiros e alguns países, apresentamos projetos que abrangessem a temática de patrimônio mundial, adaptado para cada região. Para minha surpresa o meu projeto foi um dos 45 selecionados para representar o Acre.

Aqui estou passando por oficinas, tour pelos patrimônios mundiais brasileiros (e argentinos) e participarei da 34ª Sessão do Comitê do Patrimônio Mundial, importantíssimo para minha formação cultural e cidadã e para o Acre em geral.

O projeto que apresentei se chama “Seringais Culturais”, que já executo juntamente com o Grupo Fuxico de Contadores de Histórias de Xapuri, resgatando o patrimônio imaterial do nosso povo (suas memórias) e transformando em histórias que são contadas dentro de Museus e espaços de memória (essa é apenas uma parte do projeto, a que serviria para o que era proposto como requisito para participação para seleção do Fórum).

Aqui, também, faço intercâmbio com outros jovens da da Argentina, Uruguai, Paraguai, Bolívia, Chile, Peru, Equador, Colômbia, Venezuela, Portugal, Espanha, Angola, Moçambique, Cabo Verde, Guiné-Bissau, São Tomé e Príncipe, Guiné Equatorial, Timor Leste e, também, representantes de todos os estados brasileiros, todos com faixa etária entre 18 e 24 anos (idade base para participação).

Ao final do fórum, dos 45 projetos selecionados, serão premiados três, que terão uma ajuda de custo para realização das atividades propostas no projeto. Mais informações podem ser obtidas através do endereço: http://www.patrimoniojovem.com.br

Um abraço,

Cleilson Alves da Silva.

Maioria é contra proibição de palmada

54% dos brasileiros são contrários ao projeto de lei que veta castigos físicos em crianças, segundo Datafolha. Levantamento mostra ainda que a maior parte dos brasileiros já apanhou dos pais e já bateu nos filhos

Talita Bedinelli, Folha de São Paulo.

A maioria dos brasileiros já apanhou dos pais, já bateu nos filhos e é contra o projeto de lei do governo federal que proíbe palmada, beliscões e castigos físicos em crianças.

É o que revela pesquisa Datafolha feita na semana passada em todo o país. Disseram ser contra o projeto de lei 54% dos 10.905 entrevistados. Outros 36% revelaram ser favoráveis à proposta do presidente Lula.

O levantamento revela que meninos apanham mais que meninas. E que as mães batem mais nos filhos que os pais. Entre as mães, 69% admitiram ter dado algum tipo de castigo físico em seus filhos, contra 44% dos pais.

Já apanharam dos pais 74% dos homens e 69% das mulheres. No total, 72% dos brasileiros sofreram algum tipo de castigo físico, sendo que 16% disseram que costumavam apanhar sempre.
A pesquisa é de 20 a 22 de julho. A margem de erro é de três pontos percentuais.

Para Carlos Eduardo Zuma, psicólogo, secretário da ONG Não Bata, Eduque, a lei, se aprovada, deve gerar uma mudança de comportamento, mas isso deve demorar ao menos uma geração.

"Na Suécia, quando a lei passou a vigorar [em 1980] as pessoas eram favoráveis ao castigo físico. Hoje essa visão mudou radicalmente."

Para ele, a palmada cria uma cultura de violência. "O pai passa a informação para a criança de que se alguma coisa a contraria, tudo bem bater", diz.

O projeto de lei enviado para o Congresso no início do mês altera a lei que dispõe sobre o ECA (Estatuto da Criança e do Adolescente) e "estabelece o direito da criança e do adolescente de serem educados e cuidados sem o uso de castigos corporais ou de tratamento cruel ou degradante".

O ECA atualmente fala em "maus-tratos", sem especificar os tipos de castigo.

O texto considera castigo corporal qualquer "ação de natureza disciplinar ou punitiva com o uso da força física que resulte em dor ou lesão à criança ou adolescente", inclusive palmadas e beliscões.

Leia também: 21 países da Europa já vetam punições

domingo, 25 de julho de 2010

História

image

Recebi mensagem de Hermes Brasileiro, filho do ex-vereador e prefeito de Xapuri Euclydes Brasileiro, informando que possui fotos antigas do acervo de seu pai como a que postei logo abaixo, mostrando os vereadores Chico Mendes e Eurico Filho e outras autoridades numa sessão da câmara. Hermes se dispõe a enviar algumas ao blog para que possamos compartilhar um pouco da história de Xapuri com os xapurienses. A imagem que ilustra este post, do ano de 1938, é do acervo do João Mendes, do restaurante Açaí. O primeiro automóvel chegado a Xapuri, cujo proprietário era Domingos Jordão, que aparece ao volante. Clique na foto para ampliar.

Coisa feia

Chamada: Alonso assume a pole, F1

Airton Senna deve estar se revirando no túmulo. Novamente um brasileiro se submete ao papel de capacho na Fórmula 1 manchando vergonhosamente a história vitoriosa do automobilismo brasileiro construída pelo próprio Senna, Nelson Piquet e Émerson Fittipaldi. Clique aqui e veja como foi.

sábado, 24 de julho de 2010

Datafolha

Empate técnico entre Serra e Dilma

Pesquisa Datafolha para presidente da República divulgada neste sábado (24) mostra uma situação de empate técnico entre os candidatos José Serra (PSDB), com 37% das intenções de voto, e Dilma Rousseff (PT), com 36%. Como a margem de erro da pesquisa é de dois pontos percentuais para mais ou para menos, Serra pode ter entre 35% e 39% e Dilma, entre 34% e 38%.

Esta é primeira pesquisa Datafolha após a oficialização das candidaturas a presidente e a terceira consecutiva do instituto que aponta empate entre os dois candidatos – na de maio, ambos tinham 36% e na do início deste mês, Serra aparecia com 39% e Dilma, com 37%. Veja tudo no G1 Eleições 2010.

sexta-feira, 23 de julho de 2010

Relíquia

image

Capturei a imagem acima no ótimo acervo de fotografias antigas exposto no restaurante Açaí, na pousada Chapurys, do meu amigo João Mendes. A data é incerta, mas é do período em que o líder sindical Chico Mendes ocupou uma cadeira na câmara de Xapuri pelo PMDB. Da esquerda para a direita: Carlos Simão, na época secretário estadual de Educação; o ex-prefeito Jorge Akel Hadad, o Jorgito, Eurico Fonseca Filho; Chico Mendes e o juiz de Direito Lourival Silva.

quinta-feira, 22 de julho de 2010

O adeus do “Menino terrível”

[FOTOS_26.12.08_166.jpg]

Foi sepultado na tarde desta quinta-feira (22), em Rio Branco, o corpo do ex-prefeito e vereador de Xapuri, Antônio Araújo de Farias, 91, falecido na capital acreana na noite dessa quarta-feira (21).

Piauiense de Parnaíba, Antônio Farias chegou em Xapuri em 1942. “Vim para o Acre para não ir para a guerra”, me confidenciou na última vez que nos encontramos, no dia 27 de dezembro de 2008, na fazenda de seu genro Geraldo Pessigatti.

Em Xapuri, o jovem Farias foi cortar seringa numa colocação de nome "Castelo", onde casou com dona Mariquinha, também já falecida, com quem teve 12 filhos. Trabalhou no seringal até o ano de 1970, quando veio para a cidade. Na terra que adotou como sua, se tornou vereador por quatro vezes e foi prefeito em 1979.

“Menino terrível” era uma forma carinhosa com a qual se dirigia aos amigos mais próximos e que terminou por se transformar am alcunha. Muito alegre e brincalhão, gostava de dizer que trabalhou muito, produziu muita borracha, mas que nunca temeu nada dentro dos seringais.

“Três coisas nunca tive dentro da mata: medo, preguiça, nem receio de fazer filho”, brincou no mesmo encontro que citei acima.

O senhor Antônio Farias era pai do radialista e professor Aílton Farias, meu eterno cunhado, e da ex-vereadora Elisabete Farias, através dos quais o blog se solidariza com os demais filhos, netos, bisnetos, genros e noras desse patriarca que deixou seu nome profundamente marcado na história de Xapuri.

Lei brasileira

Acabo de ser informado que Luiz Carlos Mendonça Nogueira, preso na última terça-feira e indiciado por crimes de receptação e tráfico de drogas (veja post abaixo) já está novamente em liberdade. O juiz substituto Eric da Fonseca Farhat, que responde pelas varas civil e criminal durante as férias dos titulares, respectivamente Zenair Ferreira e Anastácio Menezes, aceitou pedido da defesa do acusado e, baseado na mansa legislação penal brasileira, expediu o alvará de soltura em favor de Luiz Carlos que responderá em liberdade pelos crimes a ele imputados. Esperemos que em troca da generosidade que a Lei o oferece, Luiz Carlos apanhe uma Bíblia e fique em casa a meditar salmos e provérbios.

Polícia enxuga gelo

DSC00095

Luiz Carlos Mendonça Nogueira foi condenado há pouco tempo por homicídio. Passou apenas 7 meses na prisão. Suspeito do roubo de uma arma, foi abordado pela polícia na tarde da última terça-feira dirigindo sem habilitação pelas ruas de Xapuri. De acordo com o delegado Thiago Fernandes, o apenado vinha comandando o tráfico de drogas no bairro Pantanal, na mesma cidade.

DSC00117

Interrogado, Luiz Carlos confessou o roubo da arma e indicou o lugar onde a mesma estava guardada, no seringal Novo Catete, colocação Suiça. Ao chegar ao local, de propriedade de um irmão de Luiz Carlos, Manoel Marcelo Mendonça de Andrade, a polícia encontrou a arma roubada, um rifle calibre 22, outro rifle semelhante, também irregular, 40 balas, além de 12 gramas de cocaína, uma pequena quantidade de maconha e três bombas d’água possivelmente roubadas.

Manoel Marcelo responderá pelo crime de posse ilegal de arma de fogo (pena de detenção de 1 a 3 anos) e seu irmão Luiz Carlos Mendonça Nogueira, por crime de tráfico de drogas (pena de reclusão de 5 a 15 anos) e receptação (reclusão de 1 a 4 anos). O primeiro foi liberado após pagar fiança de 5 salários mínimos e o segundo será devolvido à penitenciária de Rio Branco, de onde não deveria ter saído caso nossas leis contra o crime fossem mais rigorosas. Como veêm a polícia continua a enxugar gelo.

Apoio a Fernando Melo

Jorge, Tião e Edvaldo declaram apoio ao deputado federal Fernando Melo

DSC07516

Jaidesson Peres, da Assessoria Imprensa de Fernando Melo

O deputado federal Fernando Melo (PT) recebeu na manhã desta quarta-feira, 21, em seu comitê de campanha a visita dos candidatos a cargos majoritários pela Frente Popular do Acre. Melo é candidato à reeleição pelo Partido dos Trabalhadores.

O candidato ao governo do Estado, senador Tião Viana, elogiou os militantes do PT que apóiam Melo e disse que “ele foi um dos parlamentares mais atuantes do Brasil”. “Fernando ajudou o presidente Lula incondicionalmente em Brasília”, afirmou.

Já o ex-governador Jorge Viana, candidato ao Senado e um dos principais dirigentes da coligação, reiterou seu apoio ao nome de Melo e lembrou dos tempos em que o parlamentar exerceu cargos de confiança quando foi prefeito e governador. “Dei missões difíceis no governo para Fernando, e ele cumpriu todas com destemor”.

Quem fez questão ainda de ir ao comitê foi o presidente da Assembléia Legislativa do Acre, Edvaldo Magalhães, que é também candidato ao Senado. Desmentindo boatos de que não mantinha boas relações com Melo, Magalhães aplaudiu a atitude do petista ao desistir de concorrer a uma vaga no Senado. “O Fernando demonstrou grandeza”, ressaltou. “Fernando, você faz parte de um dos momentos mais importantes da minha carreira política”.

Fernando Melo foi secretário municipal de Administração na gestão de Jorge Viana, secretário de Segurança e diretor do Detran quando Viana foi governador do Estado, deputado estadual e, em 2006, foi eleito o deputado federal mais votado pelo PT. Em levantamento feito pelo governo federal, o parlamentar destacou-se por ser o no Brasil que mais conseguiu liberar emendas individuais no começo deste ano.

quarta-feira, 21 de julho de 2010

“Recordar é viver”

DSC06739 DSC06737 

As fotos da visita que fiz no último domingo ao seringal Novo Catete, postadas aqui no blog, causaram emoção em um casal que, como eu, possui forte ligação com o lugar. O professor veterano Fernando Dantas dos Santos e sua esposa Maria Rodrigues dos Santos viveram na antiga escola Epaminondas Martins durante 19 anos.

Fernando Dantas é aposentado em um dos dois contratos que possui como professor da rede estadual de ensino e está prestes a pendurar as chuteiras também do segundo. Por causa de problemas de saúde já está fora das salas de aula há algum tempo, atuando como inspetor de alunos na escola Divina Providência.

Muito conhecido em Xapuri como Fernandão, dono de histórias engraçadíssimas que já entraram para o folclore local, chegou ao Novo Catete no ano de 1965 para assumir o comando da escola rural construída durante o governo territorial de José Guiomard dos Santos. Ele conta que pela escola passaram algumas figuras conhecidas da atual sociedade xapuriense.

Só para citar um exemplo, a atual coordenadora do Núcleo de Educação de Xapuri, Ziláh Carvalho de Oliveira, estudou as primeiras letras nesta escola onde hoje só restam as ruínas. Inúmeras famílias que depois se transferiram para a cidade também iniciaram os filhos na vida escolar na antiga Epaminondas Martins.

O casal Fernandão e Maria está completando 41 anos de casamento celebrado lá mesmo, no Novo Catete. Lá tiveram três filhos, José, o “Zezão”, Maria Lúcia e Dejenane, completando a família com mais uma, Fernanda, depois que vieram embora para a cidade, no ano de 1984, dois anos depois da morte de meu pai, Antônio Firmino, de quem eram compadres.

Atualmente, outra escola funciona com o nome da antiga Epaminondas Martins. É da rede estadual e fica mais para o centro do seringal. Da velha escola só restaram as fantasmagóricas ruínas, que dasafiam o tempo, e as lembranças de uma época boa que nas palavras de Fernandão “não voltam jamais”. Para ele, o lugar deveria ter sido preservado em razão da história que possui.

“O Novo Catete era um lugar bonito, cheio de vida. Lá haviam nove casas distribuídas pelo campo, com várias famílias morando, fora as muitas outras que viviam naquele entorno, para cima e para baixo do rio ou para o centro. Muita história que se perdeu no tempo mas que não poderia ter se acabado”, recorda.

Berço da tradicional família Figueiredo, o Novo Catete é hoje apenas lembrança e saudade daqueles que naquele pedaço de chão viveram momentos felizes de suas vidas. Peço perdão excesso de saudosismo ou pieguice, mas, como já afirmou o poeta, se recordar é viver, vive quem guarda na memória as boas lembranças dos tempos que deixou para trás.

Fluminense 108 anos

Homenagem do blog aos 108 anos de glórias do Fluminense Football Club, o tricolor mais amado do Brasil.

Direito de ir e vir

O prefeito Bira Vasconcelos informou nessa terça-feira (20), antes de viajar ao município de Brasiléia para participar de reunião do Condiac, o consórcio de municípios do Alto Acre e Capixaba, que a obra de construção da ponte que liga o bairro Braga Sobrinho ao centro de Xapuri terão continuidade nos próximos dias.

De acordo com o prefeito, mudanças no projeto original de reconstrução da ponte foram as principais razões para o atraso da obra que é executada pelo governo do Estado em convênio firmado com o município. A demora na conclusão dos serviços causa incômodo à população daquela comunidade.

Segundo as informações levantadas pelo blog, as mudanças no projeto da ponte foram determinadas pelo governador Binho Marques em pessoa, depois de visitar a cidade e não aprovar o que viu quando vistoriou os serviços. As modificações resultaram, então, na mudança nos valores da obra e no consequente atraso nos serviços.

O bairro Braga Sobrinho, mais conhecido como “bairro da Bolívia”, tem sido uma das regiões da cidade de Xapuri mais abandonadas pelas últimas administrações municipais. Na passada, por exemplo, o bairro foi castigado pelo abandono e pelo descaso. A única rua existente no bairro passou todo o período praticamente intrafegável.

No decorrer dos anos, a ponte veio sendo remendada e muitas vezes, como mostra a foto abaixo, reparada pelos próprios moradores até ser fechada, há cerca de dois anos, para o tráfego de veículos automotores. A alternativa encontrada – e detestada pela população – foi a construção de um desvio que tornou mais distante o acesso entre o bairro e o restante da cidade.

Já no início da atual administração, um projeto de recuperação da “ponte da Bolívia” foi se transformando em projeto de reconstrução muito bem-vindo pelos moradores da comunidade, por sinal. O atraso nas obras, no entanto, foi transformando o otimismo inicial em manifestações de insatisfação e impaciência. Que o anúncio feito pelo prefeito devolva a alegria à “Bolívia xapuriense”, que torcem para em breve devolvido o seu direito de ir e vir.

A primeira foto é de Maxsuel Maia.

terça-feira, 20 de julho de 2010

Vídeo Índio Brasil 2010

Xapuri é uma das 111 cidades brasileiras selecionadas para a mostra de cinema e vídeo com temática indígena, produzidos por índios e não índios

Do blog História Multimídia de Xapuri

O Vídeo Índio Brasil 2010 ocorrerá em Campo Grande (MS) e mais cento e onze cidades brasileiras no período de 31 de julho a 7 de agosto de 2010. Esta é a terceira mostra, iniciada em 2008.

O Vídeo Índio Brasil é uma mostra de audiovisual que visa fortalecer e difundir a cultura indígena no Brasil – já que nosso país tem suas origens a partir dos primeiros habitantes da região.

Como não poderia deixar de ser, Xapuri, que tem sua história alicerçada na temática indígena – onde seu próprio nome vem da tribo Chapurys – foi inscrita e posteriormente selecionada para fazer parte da programação nacional.

A mostra contará com filmes produzidos por índios e não índios, com temáticas indígenas, tendo os coordenadores de cada cidade liberdade para completar a programação com debates, oficinas, exposições, apresentações teatrais, entre outras.
Em edições anteriores, o Vídeo Índio Brasil mostrou que o recurso audiovisual constitui um instrumento cada vez mais importante para revelar a identidade e as tradições das populações indígenas, visando um melhor conhecimento do patrimônio cultural indígena.

O coordenador da mostra em Xapuri é Clenes Alves, que acredita que tais eventos são um verdadeiro resgate das raízes xapurienses, acreanas, amazônicas e brasileiras, levando o público a refletir sobre a necessidade de debater sobre tal temática que reflete a identidade local.

Leia mais clicando aqui e aqui.

segunda-feira, 19 de julho de 2010

Pesquisa Ibope no Acre: Serra lidera; Dilma em 3º

Na terra dominada pelo PT desde 98, candidata de Lula à presidência patina. Já para o governo e Senado, os irmãos Viana lideram absolutos

Do Blog do Fernando Rodrigues, no Uol.

Sai hoje uma pesquisa do Ibope para o Estado do Acre e o resultado é uma pedrada para a candidata do PT a presidente, Dilma Rousseff.

Eis os dados sobre a disputa presidencial (apenas entre os eleitores acrianos):

José Serra (PSDB) – 39%
Marina Silva (PV) – 29%
Dilma Rousseff (PT) – 16%

A pesquisa do Ibope no Acre foi realizada de 12 a 14 de julho. O registro no TSE é 19.641/2010. Foram entrevistados 602 eleitores e a margem de erro é de 4 pontos percentuais. O levantamento foi encomendado pela Federação das Indústrias do Acre. Aqui, levantamentos anteriores no Estado. Aqui, pesquisas presidenciais.

Lula sabe que as coisas não vão bem no Acre. Em geral, o presidente fala aos seus aliados: “Eu até compreendo que a Dilma possa ficar atrás da Marina, que é de lá. Mas do Serra não dá”.

A lógica no Acre seria Marina Silva, senadora pelo Estado, até liderasse todas as sondagens sobre a disputa para o Palácio do Planalto. Marina fez carreira no PT acriano e é muito popular. Nesse sentido, o resultado do Ibope é realmente uma surpresa ao dar o tucano José Serra em 1º lugar.

O Acre tem apenas 461.969 eleitores (0,34% do país), segundo dados do TSE (base de abril). Ou seja, não é grave quando um candidato a presidente perde a eleição entre os acrianos. Mas trata-se de uma local emblemático para o PT: é o Estado no qual o modelo petista de governar tem sido mais longevo.

Lula ganhou no Estado no primeiro turno de 2002 com 46,8%. À época, José Serra (PSDB) teve 19% dos votos dos acrianos. No primeiro turno de 2006, o petista votou a vencer com 58,6% contra 37,3% de Geraldo Alckmin (PSDB). Ou seja, apesar da hegemonia lulista, já era possível notar algum avanço do voto tucano há 4 anos. Agora, o PSDB lidera no Estado na disputa presidencial.

Mas essa vantagem dos tucanos não se repete nos votos para governador e senador. Eis os dados apurados pelo Ibope na pesquisa de 12 a 14 de julho:

Governador:

Tião Viana (PT) – 63%
Tião Bocalon (PSDB) – 18%
Gouveia (PRTB) – 2%
Indecisos – 13%
Brancos/Nulos – 4%

Senador (2 vagas; o eleitor escolhe 2 nomes):

Jorge Viana (PT) 67%
Sérgio Petecão (PMN) – 31%
Edvaldo Magalhães (PC do B) – 27%
João Correia (PMDB) – 11%
Citou só um candidato – 32%
Indecisos – 26%Brancos/Nulos – 5%

Esse caso do Acre é curioso. Revela muito sobre o comportamento do eleitor brasileiro e da tese da fadiga de material. Por algum motivo, os acrianos emitem sinais paradoxais na mesma eleição: parecem satisfeitos com a gestão petista local, mas rejeitam o nome indicado pelo PT para suceder a Lula.

Em tempo: Dilma Rousseff não agendou (ainda) visitas ao Acre.

Fernando Rodrigues é jornalista com mestrado em jornalismo internacional na City University, em Londres, Reino Unido (1986).

28 anos depois

 DSC06738

Nesse domingo (18), retornei às minhas origens. Seringal Novo Catete, margem esquerda do rio Acre, um lugar perdido no tempo mas bem guardado na minha memória. Foi ali que vivi os primeiros anos de minha vida, e de onde saí com 7 anos de idade para estudar em Xapuri, no final da década de 1970. 

DSC06752

Daquilo que deixei para trás, pouca coisa reconheci. As ruínas da antiga escola Epaminondas Martins e as mangueiras que envolviam o barracão onde morávamos. Mesmo assim o reencontro com o passado foi muito forte para mim. Confesso que segurei no peito o choro que pedia para sair. 

DSC06731 

A emoção maior foi encontrar a cruz que marca o exato local onde o corpo de meu velho pai, vitimado por um infarto fulminante, foi encontrado há 28 anos que serão completados no próximo dia 24 de agosto. Ele morreu quando reunia o comboio de burros para mais uma das infindáveis viagens ao “centro” do seringal.

Meu pai se chamava Antônio Firmino da Silva e dedicou os 24 últimos anos de sua vida a esse pedaço de terra, pertencente à firma Abib Kalume, cujo dono era o ex-governador do Acre e ex-senador da República Jorge Kalume. Não era meu pai biológico, mas me criou desde o primeiro ano de vida como se meu sangue corresse em suas veias e o dele nas minhas.

Antônio Firmino foi um exemplo de vida fantástico, um professor extraordinário, sem possuir nenhuma escolaridade, mas dono de toda a sapiência necessária para mostrar o caminho correto a ser seguido na vida. Órfão de pai, foi seringueiro ainda menino. Aos 11 anos de idade já cortava algumas estradas, pela necessidade de ajudar no sustento de mãe e irmãos. 

Depois se tornou comboieiro, mercador dos seringais, responsável pelo aviamento dos seringais Novo Catete e Porto Franco. Tinha a ambição de ficar rico com aquele trabalho insano, duro, de sol a sol. Porém, seringueiro de origem que era, nunca possuiu a má fé nem a ganância comuns a quem, ao contrário dele, conseguiu acumular alguma riqueza e poder.

O único patrimônio que conseguiu amealhar foi um terreno que comprou em Xapuri no ano de 1978 para que eu e minha irmã, Francisca, pudéssemos vir para a cidade, estudar. Construiu a casa, comprou as mobílias, geladeira a querosene, sofá e uma televisão em preto e branco da marca Telefunken, uma das poucas coisas que prendiam a sua atenção longe do seringal.

Ligou luz elétrica, instalou telefone e cavou um poço. Mas ele mesmo jamais pensou em fixar residência na cidade. Não gostava da “rua”. Era nosso hóspede nos finais de semana. Voltava sempre para o Novo Catete, onde queria morrer, como morreu. Só não precisava ser tão precocemente.

DSC06756

Depois da morte de meu pai, em 1982, jamais havia retornado a esse lugar tão importante na minha vida. Fiz isso nesse domingo sem planejamento algum. E não teria conseguido tal proeza sem a ajuda de última hora do trio acima: Raimundinho Castelo, Chico do Peroba e seu cunhado Meique Moreira. Muito grato a todos vocês.

Uma boa semana para todos nós.

domingo, 18 de julho de 2010

Incêndio no centro de Brasiléia

Um incêndio de grandes proporções destruiu cerca de 15 lojas no centro comercial de Brasiléia nesta madrugada. Um curto-circuito pode ter sido a causa do acidente. Mais fotos e informações na página do jornal online O Alto Acre.

sexta-feira, 16 de julho de 2010

Muito frio

Sem título

Sexta-feira mais fria do ano no Acre, sem dúvida nenhuma. E pela previsão do Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (INPE) o acreano sentirá ainda mais frio na manhã deste sábado, 17. Em Xapuri, segundo o INPE, a temperatura chegará a 9ºC. Para o domingo, um pouco mais “quente”: 11ºC. Clique na imagem.

Aulas do Ifac começam segunda-feira

ifac

O Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Acre – IFAC dos campi Rio Branco, avançado de Xapuri, Sena Madureira e Cruzeiro do Sul inicia suas aulas na próxima segunda-feira, dia 19.

Em Xapuri a aula magna acontece na Escola Anthero Soares Bezerra, também no dia 19, as 19h30, para os alunos dos Cursos Subsequentes de Meio Ambiente e Agroecologia.

As aulas magnas são ministradas pelos reitores. Na oportunidade, são apresentadas as equipes de professores e feita a histórica primeira chamada dos alunos.

Mais informações através do telefone(68) 3901-2711.

“Pra você vencer na vida”

FPA lança marca de campanha e candidatos começam o corpo a corpo para continuidade ao trabalho aprovado pela população acreana

Assessoria de Imprensa do Comitê de Campanha Tião Viana Governador

No dia em que a marca da campanha da Frente Popular do Acre (FPA) nas eleições deste ano foi oficialmente conhecida, os candidatos majoritários da coligação – Tião Viana ao Governo, Jorge e Edvaldo ao Senado, e César Messias, candidato à reeleição de vice-governador – tiveram uma agenda cheia de reuniões.

Além de participarem do lançamento da campanha, durante uma festa no Espaço Gaya (Avenida Getúlio Vargas, atrás da Saudosa Maloca), da qual participaram dirigentes e militantes da coligação, os candidatos majoritários se encontraram com diretores e funcionários da empresa Xapuri Motors, situada na Via Chico Mendes, e com empresários e dirigentes do comércio.

A Xapuri Motors é uma empresa do grupo Agro Norte, uma concessionária de veículos utilitários e de luxo que vende a média de 20 a 25 carros por mês e que emprega diretamente 24 profissionais, sendo também uma das mais que contribui com o pagamento de ICMS (Imposto sobre Circulação de Mercadorias) no Estado.

“Esta empresa é o reflexo do desenvolvimento do Acre nos últimos dez anos. Uma empresa familiar cujos proprietários e funcionários acreditam no Acre  e nós, que trabalhamos na política, temos o dever de retribuir essa confiança trabalhando sempre para o engrandecimento da economia, o que permitirá a independência financeira das pessoas e do próprio Estado”, avaliou Tião Viana ao pedir votos para si, para Jorge Viana e Edvaldo Magalhães para o Senado. “É claro que, por gratidão ao presidente Lula por tudo o que ele tem feito pelo Acre, nós temos também que fazer da Dilma Roussef a nossa presidente”, acrescentou Edvaldo Magalhães.

Tião Viana é homenageado por comerciantes pelo trabalho em defesa da ZPE

Depois do encontro na Xapuri Motors, Tião Viana foi homenageado pela Associação Comercial e Industrial e de Serviços do Acre (Acisa) por sua participação, como senador da República, nas articulações que resultaram na assinatura, pelo presidente Luiz Inácio Lula da Silva, do decreto que determinou a instalação da Zona de Processamento de Exportação (ZPE) do estado.

Trata-se de uma iniciativa que permitirá a instalação de empresas no Acre capazes de importar e usar matéria-prima local para produzir e exportar pelo menos 80% dos mais diversos produtos, com isenção de impostos. “Rendemos nossas homenagens ao Tião Viana porque foi ele o grande condutor desse processo que nos permite sonhar com uma fase industrial em nosso Estado”, disse o presidente da Acisa, João Fecuri.

“Quando o senador Tião Viana chamou nossa atenção para este assunto pela primeira vez, confesso que o setor comercial ficou um tanto reticente. Mas quando percebemos que era o Tião Viana que estava envolvido no processo, pelo histórico que ele tem de dar respostas imediatas às demandas que a ele são encaminhadas, passamos a acreditar que este dia chegaria. E chegou mais cedo do que esperávamos”, disse o presidente da Federação das Associações Comerciais do Acre (Federacre), George Pinheiro.

“Este é o diferencial desta eleição: nós não estamos apresentando como candidato ao Governo um qualquer, qualquer pessoa. Nós estamos apresentando o Tião Viana, aquele que é de longe o melhor senador da história do Acre e um líder da política nacional”, definiu Edvaldo Magalhães, ao falar do candidato ao Governo durante o lançamento da campanha da Frente Popular.

“Para se ter uma idéia da dimensão política do Tião Viana no cenário nacional, para que possamos substituir o Tião à altura do que ele fez no Senado, será necessário que eu, o Jorge Viana, que se Deus quiser seremos eleitos senadores, e o Aníbal, que deve assumir no lugar do Tião quando nele for eleito governador, vamos ter que trabalhar muito”, acrescentou Magalhães.

Candidatos majoritários terão campanha única

Jorge Viana concordou com o companheiro de chapa, Edvaldo Magalhães. “Nós três vamos ter que trabalhar muito para retribuir o que o Tião fez por mim quando estava no Governo e pelo governador Binho Marques. Foi graças ao trabalho do Tião, com ajuda da nossa bancada, que conseguimos trazer para o Acre as obras de infra-estrutura, como pontes, estradas e outras que nos permitem falar em orçamento na casa dos bilhões. E conseguimos isso em menos de 12 anos. Imagine o que o futuro reserva para nós”, disse Jorge Viana.

Ao som do “jingle” da campanha, cujo título é o “Para você vencer na vida”, o lançamento da campanha foi sobretudo uma festa, como costuma ocorrer nessas ocasiões em que a FPA inicia disputas eleitorais. Os idealizadores da marca da campanha, os técnicos da Companhia de Selva, a empresa de publicidade dirigida por Gilberto Braga e David Sento-Sé, revelaram que provavelmente, pela primeira vez na história de campanhas eleitorais, haverá três candidaturas focadas num único tema. “As mesmas cores, as mesmas fotos, as mesmas músicas – tudo isso mostra que a campanha será única porque não há diferenças em candidatos cujos objetivos é um só: o bem do Acre”, disse o vice-governador César Messias.   

A letra e a música da campanha

Gravada pelo cantor popular Álamo Kário, o “jingle” da campanha que ganhará as ruas do Acre a partir de hoje tem a seguinte letra:

Já deu pra realizar

O nosso sonho comum

Seguir em frente é buscar

O sonho de cada um

Com muito jeito e cuidado

O Acre foi preparado

Pra você

Aprender, trabalhar e vencer

Pra você vencer na vida

A nossa Frente faz

O Acre vencedor

Unido no Senado

Com Jorge e Edvaldo

E a gente aqui com Tião governador

Pra você vencer na vida

Jorge, Edvaldo e Tião

A Frente já deu partida

Jorge, Edvaldo e Tião

Lula e Binho com a gente

Dilma presidente

A força do Acre vem dessa união

Jorge, Edvaldo e Tião

Jorge, Edvaldo e Tião

Jorge, Edvaldo e Tião

Lula e Binho com a gente

Dilma presidente

A força do Acre vem dessa união

Agenda de 16/07 de 2010

1 – Visita ao frigorífico Santa Maria, BR-364

2 – Reunião com a Central de Articulação das Entidades de Saúde (Cades)

3 – Debate sobre Plano de Governo com Associação Acreana de Supermercados

4 – Reunião com liderança rurais do Projeto de Assentamento Orion

5 - Inauguração do Comitê de Campanha em Vila Campinas

quinta-feira, 15 de julho de 2010

“Pra você vencer na vida”

FPA lança marca de campanha e candidatos começam o corpo a corpo para continuidade ao trabalho aprovado pela população acreana

Assessoria de Imprensa do Comitê de Campanha Tião Viana Governador

No dia em que a marca da campanha da Frente Popular do Acre (FPA) nas eleições deste ano foi oficialmente conhecida, os candidatos majoritários da coligação – Tião Viana ao Governo, Jorge e Edvaldo ao Senado, e César Messias, candidato à reeleição de vice-governador – tiveram uma agenda cheia de reuniões.

Além de participarem do lançamento da campanha, durante uma festa no Espaço Gaya (Avenida Getúlio Vargas, atrás da Saudosa Maloca), da qual participaram dirigentes e militantes da coligação, os candidatos majoritários se encontraram com diretores e funcionários da empresa Xapuri Motors, situada na Via Chico Mendes, e com empresários e dirigentes do comércio.

A Xapuri Motors é uma empresa do grupo Agro Norte, uma concessionária de veículos utilitários e de luxo que vende a média de 20 a 25 carros por mês e que emprega diretamente 24 profissionais, sendo também uma das mais que contribui com o pagamento de ICMS (Imposto sobre Circulação de Mercadorias) no Estado.

“Esta empresa é o reflexo do desenvolvimento do Acre nos últimos dez anos. Uma empresa familiar cujos proprietários e funcionários acreditam no Acre e nós, que trabalhamos na política, temos o dever de retribuir essa confiança trabalhando sempre para o engrandecimento da economia, o que permitirá a independência financeira das pessoas e do próprio Estado”, avaliou Tião Viana ao pedir votos para si, para Jorge Viana e Edvaldo Magalhães para o Senado. “É claro que, por gratidão ao presidente Lula por tudo o que ele tem feito pelo Acre, nós temos também que fazer da Dilma Roussef a nossa presidente”, acrescentou Edvaldo Magalhães.

Tião Viana é homenageado por comerciantes pelo trabalho em defesa da ZPE

Depois do encontro na Xapuri Motors, Tião Viana foi homenageado pela Associação Comercial e Industrial e de Serviços do Acre (Acisa) por sua participação, como senador da República, nas articulações que resultaram na assinatura, pelo presidente Luiz Inácio Lula da Silva, do decreto que determinou a instalação da Zona de Processamento de Exportação (ZPE) do estado.

Trata-se de uma iniciativa que permitirá a instalação de empresas no Acre capazes de importar e usar matéria-prima local para produzir e exportar pelo menos 80% dos mais diversos produtos, com isenção de impostos. “Rendemos nossas homenagens ao Tião Viana porque foi ele o grande condutor desse processo que nos permite sonhar com uma fase industrial em nosso Estado”, disse o presidente da Acisa, João Fecuri.

“Quando o senador Tião Viana chamou nossa atenção para este assunto pela primeira vez, confesso que o setor comercial ficou um tanto reticente. Mas quando percebemos que era o Tião Viana que estava envolvido no processo, pelo histórico que ele tem de dar respostas imediatas às demandas que a ele são encaminhadas, passamos a acreditar que este dia chegaria. E chegou mais cedo do que esperávamos”, disse o presidente da Federação das Associações Comerciais do Acre (Federacre), George Pinheiro.

“Este é o diferencial desta eleição: nós não estamos apresentando como candidato ao Governo um qualquer, qualquer pessoa. Nós estamos apresentando o Tião Viana, aquele que é de longe o melhor senador da história do Acre e um líder da política nacional”, definiu Edvaldo Magalhães, ao falar do candidato ao Governo durante o lançamento da campanha da Frente Popular.

“Para se ter uma idéia da dimensão política do Tião Viana no cenário nacional, para que possamos substituir o Tião à altura do que ele fez no Senado, será necessário que eu, o Jorge Viana, que se Deus quiser seremos eleitos senadores, e o Aníbal, que deve assumir no lugar do Tião quando nele for eleito governador, vamos ter que trabalhar muito”, acrescentou Magalhães.

Candidatos majoritários terão campanha única

Jorge Viana concordou com o companheiro de chapa, Edvaldo Magalhães. “Nós três vamos ter que trabalhar muito para retribuir o que o Tião fez por mim quando estava no Governo e pelo governador Binho Marques. Foi graças ao trabalho do Tião, com ajuda da nossa bancada, que conseguimos trazer para o Acre as obras de infra-estrutura, como pontes, estradas e outras que nos permitem falar em orçamento na casa dos bilhões. E conseguimos isso em menos de 12 anos. Imagine o que o futuro reserva para nós”, disse Jorge Viana.

Ao som do “jingle” da campanha, cujo título é o “Para você vencer na vida”, o lançamento da campanha foi sobretudo uma festa, como costuma ocorrer nessas ocasiões em que a FPA inicia disputas eleitorais. Os idealizadores da marca da campanha, os técnicos da Companhia de Selva, a empresa de publicidade dirigida por Gilberto Braga e David Sento-Sé, revelaram que provavelmente, pela primeira vez na história de campanhas eleitorais, haverá três candidaturas focadas num único tema. “As mesmas cores, as mesmas fotos, as mesmas músicas – tudo isso mostra que a campanha será única porque não há diferenças em candidatos cujos objetivos é um só: o bem do Acre”, disse o vice-governador César Messias.

A letra e a música da campanha

Gravada pelo cantor popular Álamo Kário, o “jingle” da campanha que ganhará as ruas do Acre a partir de hoje tem a seguinte letra:

Já deu pra realizar

O nosso sonho comum

Seguir em frente é buscar

O sonho de cada um

Com muito jeito e cuidado

O Acre foi preparado

Pra você

Aprender, trabalhar e vencer

Pra você vencer na vida

A nossa Frente faz

O Acre vencedor

Unido no Senado

Com Jorge e Edvaldo

E a gente aqui com Tião governador

Pra você vencer na vida

Jorge, Edvaldo e Tião

A Frente já deu partida

Jorge, Edvaldo e Tião

Lula e Binho com a gente

Dilma presidente

A força do Acre vem dessa união

Jorge, Edvaldo e Tião

Jorge, Edvaldo e Tião

Jorge, Edvaldo e Tião

Lula e Binho com a gente

Dilma presidente

A força do Acre vem dessa união

Agenda de 16/07 de 2010

1 – Visita ao frigorífico Santa Maria, BR-364

2 – Reunião com a Central de Articulação das Entidades de Saúde (Cades)

3 – Debate sobre Plano de Governo com Associação Acreana de Supermercados

4 – Reunião com liderança rurais do Projeto de Assentamento Orion

5 - Inauguração do Comitê de Campanha em Vila Campinas

quarta-feira, 14 de julho de 2010

Boa compra

boa_compra_foto_gleilson-miranda_02.jpg

O governador Binho Marques apresentou nesta quarta-feira, 14, no Horto Florestal de Rio Branco, o programa Boa Compra, que investe cerca de R$ 20 milhões na garantia de compra da produção de alimentos e beneficia mais de 7.000 famílias nos 22 municípios do Acre.

Executado pela Secretaria de Extensão Agroflorestal e Produção Familiar (Seaprof), o programa fortalece a produção agroflorestal sustentável, garantindo qualidade, preço e mercado para os produtos do campo, consolidando as cadeias produtivas prioritárias.

Leia mais na Agência de Notícias do Acre.

terça-feira, 13 de julho de 2010

Incra-Acre

Chamada pública para prestadoras de assistência técnica

A Superintendência Regional do Incra no Acre recebe até o dia 10 de agosto propostas de entidades que trabalham com assistência técnica e extensão rural. Uma chamada pública está aberta desde o dia 8 deste mês para seleção e contratação de instituições desse setor interessadas em prestar serviços ao programa de Assistência Técnica Social e Ambiental (Ates) do Incra, além da elaboração de planos de desenvolvimento sustentável de assentamentos.

No total são oferecidos R$ 8,17 milhões para atender 10.706 famílias de 77 projetos de assentamentos. Para contratação dos serviços, esses projetos estão organizados em 13 núcleos operacionais, aos quais as propostas técnicas das entidades interessadas devem ser dirigidas individualmente.

Os documentos que compõem a chamada pública estão disponíveis no espaço da regional do Acre no site do Instituto, no espaço do Acre, e no Incra em Rio Branco/AC (Rua Santa Inês, 135), mesmo local onde as propostas técnicas podem devem ser entregues.

A seleção das instituições levará em conta critérios previstos na chamada pública, como experiência na área e qualificação do corpo técnico. Mais informações podem ser obtidas pelo telefone (68) 3214-3082.

domingo, 11 de julho de 2010

PT de Xapuri unifica com Ermício Sena

Leonildo Rosas, Página 20.

O Diretório Municipal do Partido dos Trabalhadores (PT) em Xapuri decidiu declarar apoio à candidatura do cientista político Ermício Sena a deputado estadual. A decisão foi tomada a partir do entendimento de que a agremiação precisa marchar unida nas eleições deste ano e que é fundamental ter um parlamentar na Assembleia Legislativa que conheça a realidade da região.

Para organizar e definir estratégias, Ermício Sena reuniu cerca de três dezenas de lideranças petistas em Xapuri, na noite de quinta-feira, para fazer o planejamento estratégico da sua campanha no município. O encontro aconteceu no Salão Paroquial da Igreja de São Sebastião.

“Fizemos um trabalho de fortalecer a nossa militância. Apoiamos a candidatura do companheiro Ermício Sena por entender que se trata de um candidato preparado e comprometido como projeto do PT e da Frente Popular”, declarou a presidente do Diretório Municipal, Zilah Carvalho.

Presente ao planejamento estratégico, o prefeito Bira Vasconcelos chamou a atenção para a importância de o partido resgatar uma cadeira na Assembleia Legislativa, haja vista que o representante do município, o ex-deputado Ronald Polanco, atualmente é conselheiro do Tribunal de Contas do Estado do Acre.
“Temos um governo aliado, mas precisamos de um representante do Parlamento. No governo do companheiro Tião Viana, o Ermício será a ponte entre o município e a administração estadual”, disse Vasconcelos.

Para Bira Vasconcelos, o PT de Xapuri necessita demonstrar sua força eleitoral dando uma votação expressiva a Ermício Sena. “Precisamos mostrar o nosso tamanho. Para isso, temos uma guerra de noventa dias”, declarou o prefeito.

Saímos perdendo - Primo do líder ambientalista Chico Mendes, o ex-vereador Raimundão Barros concorreu a deputado em 2006 e obteve 1.149 votos. Em nome da unidade, este ano não entrará na disputa.
Barros disse que entrará na campanha de Ermício Sena da mesma forma que entrou na sua porque a divisão do partido no município não foi benéfica. “Estamos no prejuízo, mas vamos reconquistar um mandato para o nosso município.”

sábado, 10 de julho de 2010

Bicho na Escola

Fauna do Acre vira assunto de sala de aula

O Brasil é um dos países de maior biodiversidade do planeta. No entanto, boa parte da população desconhece a riqueza das florestas locais. Um estudo realizado em Rio Branco, capital do Acre, comprovou que somente 1,44% dos alunos de 3ª e 4ª séries apontaram corretamente as espécies de uma lista de dez mamíferos.

A pesquisa ouviu 969 crianças da rede pública de ensino entre 2006 e 2007. O resultado motivou a criação do projeto Bicho na Escola que vai receber, no próximo ano, pouco mais de R$ 162 mil do Conselho Federal Gestor do Fundo de Defesa de Direitos Difusos (CFDD), órgão ligado ao Ministério da Justiça.

Hoje apoiado pela Universidade Federal do Acre e pelo Ministério Público do Estado, o Bicho na Escola já realizou palestras para mais de quatro mil alunos e participou da elaboração de cinco cartilhas sobre mamíferos do Acre. Pelo menos sete mil exemplares foram impressos e distribuídos em 2008.

O próximo passo do projeto é atingir toda a rede pública de Rio Branco, tanto zona rural quanto urbana. Caça e pesca predatórias, tráfico de animais silvestres e biopirataria também estão entre os assuntos que devem ser abordados entre as crianças no próximo ano.

Como funciona o FDD:

O dinheiro do fundo vem de multas aplicadas pelo Conselho Administrativo de Defesa Econômica (Cade) e pela secretaria de Direito Econômico (SDE) do Ministério da Justiça, além de condenações judiciais de ações relacionadas ao meio ambiente e outros direitos difusos. Em 2011 serão destinados R$ 9,85 milhões para um total de 59 projetos, escolhidos em meio a 800 propostas. O processo de seleção acontece sempre um ano antes.

“Foram 11 projetos federais, 12 estaduais, 15 municipais e 21 entidades civis. É bom lembrar que também fazemos um intenso trabalho de fiscalização e exigimos prestação de contas regulares sobre o andamento das propostas”, resume o secretário-executivo do Conselho Federal Gestor do Fundo de Defesa de Direitos Difusos, Nelson Campos.

Mais informações:

Ministério da Justiça – Assessoria de Comunicação Social.

quinta-feira, 8 de julho de 2010

Marina defende vice: ação do Ibama é ‘vale-tudo’

Josias de Souza

De passagem Minas Gerais, a presidenciável Marina Silva (PV) saiu em defesa do candidato a vice de sua chapa, Guilherme Leal.

Fundador da Natura, Leal foi levado ao noticiário na condição de “investigado” do Ibama.

Logo o Ibama, um órgão que, até bem pouco, seguia o comando de Marina, então ministra de Lula e filiada ao PT.

"Guilherme é um homem íntegro, um homem correto”, disse Marina.

“Já deu todas as respostas em relação a essa acusação que fizeram, talvez até com o sentido de querer fazer aí o jogo da política, do vale-tudo”.

Ela acrescentou: “Nós não vamos entrar nesse jogo".

Em nota divulgada na véspera, o próprio Leal enxergara na movimentação do Ibama "objetivos político-eleitorais".

Uma das empresas do vice de Marina, a Modusvivendi Participações Ltda., mantém uma fazenda na cidade baiana de Uruçuca.

Na quinta-feira da semana passada, inspetores do Ibama visitaram a propriedade. Diz-se que foram guiados por uma denúncia.

Denúncia de quem? O Ibama não informa. Apressou-se em difundir, porém, o resultado da inspeção.

Leal estaria erigindo, em área imprópria, “edificações que alteraram a paisagem natural de área de Mata Atlântica”.

Quem disse foi o próprio presidente do Ibama, Abelardo Bayma, numa nota enviada à reportagem da Folha.

O “investigado” diz não ter recebido notificação do Ibama. Declara-se “aberto” a prestar “qualquer esclarecimento”.

Sustenta, der resto, que dispõe de "todas as licenças e autorizações dos órgãos competentes".

Lula deveria chamar para uma conversa o senhor Abelardo Bayma. Renderia homenagens ao bom senso se pedisse pressa ao mandachuva do Ibama.

Se o Ibama investiga a fazenda do vice de Marina, não deveria ter permitido que, em fase embrionária, as suspeitas ganhassem o noticiário.

Se permitiu que a coisa virasse manchete, deveria demonstrar cabalmente que sua inspeção tem começo, meio e perspectiva de fim.

Se não acomodar a coisa em pratos asseados, levará a platéia a prestar mais atenção em Marina Silva. A acusação de “vale-tudo” começará a fazer nexo.

Em meio à mais disputada eleição presidenial da história, o desempenho de Marina vai determinar se haverá ou não segundo turno. Para alguns, o ideal seria que a candidatura verde definhasse.

quarta-feira, 7 de julho de 2010

Casa de Chico Mendes fechada

O repórter Rutemberg Crispim, de agazeta.net, noticiou nessa terça-feira (6) que a casa onde o líder sindical Chico Mendes foi assassinado em 1988, transformada em patrimônio histórico nacional em 13 de fevereiro de 2008 pelo Iphan – Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional - foi fechada por decisão da família do seringueiro famoso sob a alegação de que o governo do Estado não mais apóia financeiramente a Fundação Chico Mendes.

A casa de Chico Mendes, que é o maior ponto de visitação de turistas em Xapuri, já  havia sido tombada como patrimônio histórico do Estado do Acre dois anos antes. O decreto foi assinado no dia 5 de setembro de 2006, data em que se comemora o Dia da Amazônia, pelo então governador Jorge Viana em cerimônia realizada no Palácio Rio Branco com a presença de autoridades e ativistas ambientais.

A informação sobre o fechamento da casa coincide em data com outra. No mesmo dia, uma equipe do Iphan esteve em Xapuri discutindo possíveis projetos que possam incluir Xapuri no “PAC das Cidades Históricas”. A intenção, segundo o superintendente do IPHAN no Acre, Deyvesson Israel, é buscar recursos para investir na área de turismo e desenvolver estratégias para a gestão do centro histórico da cidade.

A parceria entre prefeitura de Xapuri e Iphan-Acre tem por objetivo preservar e valorizar toda a área do entorno da casa de Chico Mendes. A cidade está elaborando o seu plano diretor, e nele constarão políticas de gestão das áreas históricas de Xapuri, como a Casa Branca, a Rua do Comércio, a igreja São Sebastião, a Fonte do Bosque, o Colégio Divina Providência e a própria Casa de Chico Mendes. Esses bens, exceto a Casa de Chico Mendes, que já está tombada, estão em processo de tombamento pelo Departamento de Patrimônio do Estado.

Mas voltando à informação do fechamento da Casa de Chico Mendes ao público, o governo do Estado, através de sua assessoria de comunicação, informa que não renovou o convênio com a Fundação Chico Mendes porque não houve prestação de contas referentes ao exercício anterior, não podendo desobedecer à legislação e dar tratamento diferenciado para uma Fundação.

Vale lembrar ainda que Ilzamar Mendes, sua filha Elenira e seu genro Davi Cunha foram denunciados pelo Ministério Público Estadual, em setembro do ano passado, por atos de improbidade administrativa praticados na gestão de recursos provenientes de convênios celebrados com o governo do Estado pelo Instituto Chico Mendes, presidido por Elenira.

Na denúncia, o promotor de justiça Mariano Jeorge de Souza Melo  informou que entre os anos de 2007 e 2009 o Instituto Chico Mendes recebeu do governo do Acre o valor de R$ 685.138,00 (seiscentos e oitenta e cinco mil, cento e trinta e oito reais), sendo que a maior parte desse dinheiro não havia sido aplicada conforme previam os objetivos dos convênios com o Estado.

O promotor averiguou desvios para diversas finalidades e apropriação indevida pelos acusados. Como exemplos dessa apropriação, Mariano Jeorge citou o fato de Elenira receber salário do Instituto que orbitava em torno de R$ 4.000,00. Ilzamar, que sequer trabalhava para o Instituto Chico Mendes, recebia, conforme a denúncia, salário indevido de R$ 3.000,00.

Deusamar Mendes, irmã de Ilzamar, foi a responsável por fazer chegar ao representante do Ministério Público em Xapuri as denúncias de irregularidades no Instituto Chico Mendes, criado em 2006 para desenvolver atividades de educação ambiental, principalmente. Ela havia sido demitida da Fundação Chico Mendes depois de lá trabalhar desde a criação da entidade.

Na época, Deusamar confirmou também que a criação do Instituto Chico Mendes foi uma estratégia usada para que Elenira pudesse assumir o comando da estrutura da Fundação Chico Mendes, mas dispusesse de uma organização com situação regularizada, uma vez que a instituição criada para preservar a memória do seringueiro estava praticamente inviabilizada em virtude do acúmulo de dívidas fiscais e trabalhistas.

Um pouco antes desses fatos, em fevereiro do ano passado, com a assinatura por Tarso Genro, então ministro da justiça, da portaria que declarou Francisco Alves Mendes Filho, o Chico Mendes, anistiado político “post mortem”, a viúva Ilzamar Gadelha Mendes ganhou direito à reparação econômica, de caráter indenizatório, em prestação mensal, no valor de R$ 3 mil, além de R$ 337,8 mil retroativos.

terça-feira, 6 de julho de 2010

Asfalto para o bairro Sibéria

O prefeito de Xapuri, Bira Vasconcelos, anunciou para a imprensa de Rio Branco, no último final de semana, que o o bairro da Sibéria vai ganhar a sua primeira pavimentação asfáltica em quase 100 anos de história.

O prefeito fez o anúncio logo após ser informado de que o Ministério da Integração Nacional acaba de colocar na conta da Prefeitura R$ 280 mil para custear a obra. O dinheiro será suficiente para pavimentar em torno de 1 quilômetro de vias urbanas.

Localizado na margem esquerda do rio Acre, o bairro possui uma população de aproximadamente 1200 pessoas de estimadas 250 famílias de ex-seringueiros e outros trabalhadores rurais. É uma das comunidades mais tradicionais e organizadas do município.

De acordo com Bira Vasconcelos, os recursos foram liberados graças à ação do senador Tião Viana (PT-AC) junto ao Ministério da Integração Nacional.

“Esses recursos estavam praticamente perdidos desde 2007. Em 2009 nós refizemos o projeto e pedimos a ajuda do senador para a liberação do dinheiro, o que acabou acontecendo”, comemorou.

O prefeito disse ainda que um quilômetro de asfalto pode parecer pouco, mas tem grande importância para os moradores da localidade. “O bairro é referência para seringueiros e outros trabalhadores rurais que, quando vem para a cidade, se hospedam ali, em casa de parentes ou de amigos. Por isso, nosso interesse em tornar o bairro o melhor possível”.

Além do asfaltamento, que deve ser concluído ainda este ano, o bairro vem recebendo benefícios como ampliação da iluminação pública e beneficiamento de ruas. “Durante a preparação para receber o asfalto, nós também pavimentamos quase todas as ruas com piçarra. A idéia é fazer com que a Sibéria possa se tornar um lugar cada vez melhor”, concluiu Bira.

O caso do “ipê-poste”

ipe_foto.jpg

Da energia de fez a vida

Autor desconhecido

Na guerra pelo progresso, o homem não mede esforços e as conseqüências dos seus atos. O importante é avançar. Numa batalha desigual, destrói insanamente os recursos naturais, essenciais à sobrevivência. A resposta da natureza pode até demorar, mas não falha. Às vezes, é imediata, intrigante ou mesmo desafiadora. Só precisamos interpretá-la.

Num ato silencioso e inusitado, ela respondeu aos afiados machados e às violentas motosserras, maiores formas do desrespeito destruidor. Insistiu e exigiu seu espaço para expor a beleza de suas flores e a generosa sombra de sua copada, numa grande demonstração de energia e desejo de viver.

Derrubado e transformado em poste para suporte dos fios da rede elétrica, o Ipê amarelo não se entregou. Com uma reação estupenda, recuperou sua pompa e reinado de árvore símbolo nacional. Rebelou-se à condenação injusta, criou suas raízes no solo e voltou a reinar absoluto, esbanjando alegria e beleza com sua identidade marcante.

Reconsiderando o seu ato, o homem decidiu transferir a rede elétrica a um poste de concreto instalado ao lado. Agora o Ipê reina livre dos fios.

Este Ipê que pode ser honrado com “I” maiúsculo, é uma atração pública em Porto Velho, capital de Rondônia, distante 3.500 quilômetros de Porto Alegre.

Doce privilégio dos moradores do bairro, a exemplo do fotógrafo amador Leandro Barcellos, gaúcho de Passo Fundo que reside em Porto Velho nos cede a imagem para saboreio dos eletricitários gaúchos.

Com forte herança dos povos latinos, durante algumas décadas, Rondônia exerceu forte poder de atração sobre sulistas e nordestinos para exploração mineral, extrativismo e agricultura, desenvolvendo uma nova cultura miscigenada.

Comentário do blog: Recebi o texto acima por email faz algum tempo. Ao pesquisar no Google com o objetivo de descobrir se o fato era real ou apenas uma das muitas fraudes que correm a rede, encontrei a informação confiável mais perto que podia esperar: no blog do meu colega Altino Machado. Ele havia descoberto essa maravilha da natureza no blog Meu Sétimo Andar, de uma moça chamada Priscila Costa, de Porto Velho, cidade onde o ipê deixou, por vontade própria, de ser poste para ser apenas ipê. É de Priscila a foto abaixo. E aqui está o post do Altino sobre o caso.

[ipê1.jpg]

segunda-feira, 5 de julho de 2010

Farinha de Xapuri

Casa_de_farinha_1

O gerente da Seaprof em Xapuri, José Selmo Dantas, afirmou nesta segunda-feira (5) que a farinha que começou a ser produzida no município a partir da instalação das casas de farinha do projeto financiado pela Fundação Banco do Brasil, por iniciativa do gabinete do senador Tião Viana, em nada deixa a dever à famosa farinha produzida em Cruzeiro do Sul.

De acordo com Selmo Dantas, que no último final de semana participou da inauguração de mais uma casa de farinha no município, dessa vez no seringal Floresta, colocação Rio Branco, Xapuri começou a produzir uma farinha com padrão de qualidade semelhante àquela que é produzida na “capital do Juruá”.

"Graças a esse projeto, conseguimos um padrão muito bom. Hoje, podemos dizer que a farinha de Cruzeiro do Sul não nos faz mais inveja, pois conseguimos uma qualidade tão boa que já não estamos mais dando conta de abastecer o mercado local. Isso sem contar que o projeto tem gerado alguns empregos e incrementado a renda do nosso produtor", afirmou ele.

O município já contava com uma unidade do projeto, no Pólo Agroflorestal da Estrada da Borracha, que é responsável pela produção de 250 quilos por dia, que tem sido totalmente absorvida pelo mercado local. Até o final de agosto virão mais duas, que serão instaladas no Assentamento Tupá e na colocação Simitumba.

Na comunidade Rio Branco são sessenta famílias inseridas no projeto das casas de farinha, e nesse primeiro momento quinze pessoas foram treinadas para começar a produção. A Seaprof e a prefeitura de Xapuri oferecerão tratores para a destoca e mecanização da terra para o plantio da mandioca.

“Aqui várias famílias já produziam farinha, cada uma do seu jeito com o seu conhecimento e com suas limitações. Agora trabalhando todos juntos vamos poder garantir qualidade e agregar valor ao produto”, afirma o produtor José Ribeiro da Silva de 36 anos que além de trabalhar com a mandioca, produz arroz, feijão, milho e desenvolve o cultivo da castanha para beneficiamento local e a coleta látex para a fábrica de preservativos. “Estamos muito felizes com a política de valorização do Governo do Estado aos produtos da floresta”, finalizou.

domingo, 4 de julho de 2010

Adiós, muchacho!

Dunga desembarca em Porto Alegre

Do Globoesporte.com.

A CBF oficializou há pouco, em nota publicada em seu site oficial, a dissolução da comissão técnica que comandou a seleção brasileira na Copa de 2010. Em linguagem seca e objetiva, a entidade oficializou a dispensa do técnico Dunga e de seus auxiliares. O presidente da CBF, Ricardo Teixeira, telefonou para Dunga para avisá-lo da dissolução da comissão técnica. Apesar de muita especulação,Teixeira ainda não escolheu o nome do técnico – mas decidiu - e anunciou - que vai fazê-lo até o fim do mês.

Além de Dunga, que desembarcou hoje em Porto Alegre dizendo que ainda iria conversar com o presidente da CBF, Ricardo Teixeira para falar sobre o futuro, foram demitidos também o auxiliar Jorginho, o supervisor Américo Faria (na entidade desde 1989) e o médico José Luís Runco (que estava na seleção desde 2002).

O novo técnico, segundo fonte da entidade, terá a importante missão de renovar a seleção. Analisando a idade das seleções na Copa, os dirigentes perceberam que o Brasil era uma das seleções mais velhas da competição. Enquanto a Alemanha usou nove jogadores sub-23 e a Argentina usou sete, o Brasil tinha apenas um – Ramires.

Mais – o novo técnico da Seleção terá um trabalho diferente – com um ciclo possivelmente mais extenso do que os tradicionais quatro anos que separam duas Copas. Por causa das Olimpíadas de 2016, a ideia da CBF é trabalhar para um ciclo de seis anos – que começará ainda este ano com os cinco amistosos programados para 2010 (o primeiro já no dia 10 de agosto contra os Estados Unidos em Nova Jérsei).

Esse “ciclo de seis anos” incluirá pelo menos uma competição importante por ano. Em 2011, haverá Copa America e a seletiva para os Jogos Olímpicos de 2012. Em 2012, as Olimpíadas. Em 2013, Copa das Confederações no Brasil. Em 2014, a Copa no Brasil. Em 2015, Copa America, também no Brasil (embora haja especulação de que ela poderia mudar para o Chile). E, enfim, as Olimpíadas do Rio em 2016.

Por conta disso – e da necessidade de renovação – ainda há uma dúvida na CBF sobre a contratação (ou não) de um técnico específico para a seleção olímpica – como já aconteceu no passado. Essa escolha vai depender do nome escolhido para comandar a seleção principal. Pode ser que o novo treinador queira comandar os dois times – ou escolher um nome de confiança para trabalhar os novos valores.

Veja a íntegra da nota oficial da CBF:

"Encerrado o ciclo de trabalho que teve início em agosto de 2006, e que culminou com a eliminação do Brasil da Copa do Mundo da África do Sul, a CBF comunica que está dispensada a comissão técnica da Seleção Brasileira.

A nova comissão técnica será anunciada até o final deste mês de julho."

sábado, 3 de julho de 2010

Felipe Melo, o psicopata



Do blog Valterlucio Comenta

Em entrevista após o fracasso de ontem, o jogador inventado por Dunga, Felipe Melo, comportou-se como um psicopata na delegacia. Perguntado sobre o lance da expulsão que manietou o time, declarou que "foi um lance de jogo, o juiz entendeu que foi falta...". É um demente. Só pode.

Lembra das entrevistas daqueles criminosos psicopatas que estupram e matam e são pegos, mansamente, tomando refrigerante no boteco da esquina? Normalmente eles se comportam como se não fosse com eles "Eu estava bêbado ai aconteceu isso ai...". Uma ova!

Esse Felipe Melo é um irresponsável. Pior. Não faz a mínima idéia do que significou sua brutalidade. Demonstra falta de compromisso, justamente o caráter que Dunga julgou haver passado à seleção. Uma fraude.

Pero, estamos en bueña compañia...

sexta-feira, 2 de julho de 2010

Parabéns, Dunga!

greve_geral_400

O blog está de greve em protesto contra tudo o que se faz e acontece na cúpula do futebol brasileiro há tantos anos, sem que ninguém interfira, e que resulta no sofrimento de 190 milhões de inocentes: a torcida brasileira. Parabéns, Dunga e Ricardo Teixeira pelo imenso sentimento de desgosto que vocês dispensaram a todos nós.

quinta-feira, 1 de julho de 2010

“A travessia da Sibéria”

DSC07878

Em encontro realizado na tarde da última quarta-feira, na sede da Associação de Servidores Municipais de Xapuri, com a participação de lideranças comunitárias e políticas do bairro Sibéria, o prefeito Bira Vasconcelos reafirmou o total interesse de sua administração em elaborar e apresentar aos governos estadual e federal um projeto de construção de uma ponte sobre o rio Acre ligando o referido bairro ao centro da cidade, que representa uma antiga reivindicação e bandeira de luta daquela comunidade.   

Bira Vasconcelos lembrou que foi o único candidato a prefeito da história de Xapuri a elencar em seu plano de governo a travessia para o bairro da Sibéria como uma das prioridades, dentro do capítulo destinado à infraestrutura rural e urbana do município. O prefeito ressaltou que aquilo que foi anotado no plano de governo, ou seja, melhorar as condições de operação da balsa e dos acessos à mesma, assim como às catraias enquanto o projeto da ponte fosse elaborado, vem sendo cumprido à risca.

O prefeito se refere ao fato de que, nos últimos meses, a prefeitura em parceria com o governo do Estado devolveu completamente recuperada a balsa que faz a travessia entre os dois lados da cidade, concluiu a parte da rampa de acesso que fica na margem esquerda do rio e pavimentou em tijolos o acesso do lado da Sibéria até as catraias. O trabalho de estruturação desses acessos ainda continua a ser realizado na atualidade pelo município, que recentemente recuperou o deck do bairro que dá visão para o rio Acre.

Bira Vasconcelos informou também que já solicitou ao governo do Estado, através do Departamento de Estradas de Rodagem do Acre - DERACRE -, orientações para a elaboração do projeto. Outras ações que já estão sendo desenvolvidas pela prefeitura e que também dizem respeito à futura elaboração do projeto da ponte, como o Ordenamento Territorial do Município, a Lei Ambiental e o Plano Diretor de Xapuri, que em breve estarão sendo apresentados à Câmara Municipal.

"Uma ponte dessas, nos estudos iniciais, custará entre 16 e 18 milhões de reais, o que significa dois anos de orçamento do município de Xapuri. Precisamos então de um bom projeto para podermos sair em busca de financiamento. Portanto, somos tanto a favor do projeto como já estamos trabalhando nisso. Estamos queimando etapas necessárias para que num futuro breve possamos apresentar esse projeto como uma coisa viável, econômica e socialmente, que se transforme numa realidade que todos nós queremos ver", afirmou o prefeito no encerramento da reunião.