sexta-feira, 30 de outubro de 2009

Entre a ilegalidade e a necessidade

DSC02057

A prefeitura de Xapuri corre o risco de dar um passo atrás para resolver um dos problemas mais graves da atual administração com relação ao atendimento à população: a crônica falta de médicos nos postos de saúde da cidade. Sem oferta de profissionais com CRM no mercado acreano, o município pode recorrer à usual saída da contratação de médicos sem registro na entidade de classe.

A decisão do prefeito Ubiracy Vasconcelos de não mais contratar profissionais sem registro no Conselho Regional de Medicina, levada a efeito desde o início do mandato, tornou claro o motivo pelo qual as administrações anteriores não abriam mão desse expediente. Médicos com CRM são mais caros e geralmente não vêem com bons olhos a possibilidade de trabalharem em municípios do interior do estado.

Os poucos profissionais que vieram para Xapuri este ano, contratados em parceria com o governo estadual, logo encontraram propostas melhores para atuar na capital ou em outros estados da federação, o que, naturalmente, os fez largar os cargos recém-assumidos. O resultado disso foi a continuidade da deficiência de médicos que se arrasta desde a administração passada.

Outro problema decorrente da falta de médicos nos postos de referência do Programa Saúde da Família é a sobrecarga nos atendimentos ambulatoriais do hospital estadual Epaminondas Jácome. O aumento da demanda na unidade de saúde está fazendo com que as pessoas que procuram o hospital esperem por várias horas para serem atendidas.

Diante da reclamação geral da população por conta da situação, a secretária municipal de saúde, Maria Maciel de Araújo, informa que todos os esforços possíveis estão sendo feitos para normalizar a situação em Xapuri. Junto com o prefeito, ela se reuniu há alguns dias com a direção do Conselho Regional de Medicina, em Rio Branco, para discutir a situação do município.

Sem revelar nomes, Maria Maciel adiantou que estão ocorrendo negociações com pelo menos três médicos, que podem chegar a Xapuri nas próximas semanas. Ela se refere a médicos com registro no CRM-Acre, mas não está descartada a possibilidade serem contrados profissionais sem esse requisito para suprir a imensa necessidade de médicos pela qual passa o município na atualidade.

Entre a ilegalidade e a necessidade, a população certamente opta pela presença de médicos na cidade, independentemente do fato de possuírem registro ou não. O diploma de medicina basta. Assim foi por vários anos, sem que tenham havido problemas maiores que a inaceitável falta de médicos. Alguns profissionais sem CRM, vale lembrar, prestaram excelentes serviços em Xapuri, alcançando grande prestígio junto à população. Exemplo disso é o "Dr. Franz", médico boliviano que hoje atua no município de Acrelândia.

3 comentários:

discreto disse...

outros medicos muito bons tambem prestaram seus serviços ak em xapuri, exemplos Dr Arlindo antigo medico do Posto da Bolivia, Dra enite Ex medica da Unidade de Saúde da FAmilia do bairro Pantanal, medicos esses sem CRM mais sim grandes profissionais também,que nao serao esquecidos por nos povo de xapuri.

rodrigo disse...

Sim, é verdade, muitos médicos trabalharam com eficiência em xapuri, mas pra mim, sendo parte deste povo, acho que o "Dr. franz" foi o melhor medico que já passou por aqui. eu convivi um pouco com este medico posso dizer o quão grande era seu esforço para atender a população. Muitas vezes estava almoçando ou ate mesmo dormindo quando alguém o chamava, podia ser quem fosse ou onde fosse ele sempre parava tudo q estava fazendo para ajudar quem precisasse,e diferente de muitos outros médicos nunca cobrou pelos seus "serviços particulares".
Estava sempre disposto a ajudar, sem medir esforços, chegava ate doar medicamentos para quem necessitava.

adaides disse...

sim concordo a saude da população de xapuri ta uma vergonha, falta de medico e guando vamos para o hospopital ainda não querem atender.
Vou falar esse prefeito não ta com nada,o povo deveria deixar de ter medo e falar, pos são eles quem precisa de nós e não nós deles,por isso que falo quando é para guanha voto não sai da nossa porta, depois que guanha adeus seus babacas, é assim que nos tratam