quinta-feira, 17 de dezembro de 2009

Latrocínio

capa-1712

Artur Ramoile Alves e Silva, 19 anos, neto do fazendeiro Darly Alves da Silva, foi condenado a 50 anos de prisão em regime fechado pela prática de duplo latrocínio – roubo seguido de morte. A sentença foi proferida na última terça-feira, 15, pela titular da 2ª Vara Criminal da Comarca de Rio Branco, juíza Denise Castelo Bonfim. Clique na imagem para ler a reportagem do jornal A Gazeta.

Um comentário:

karina disse...

meu amor nao inporta como esse comedor de fejao como nois te juguen afinal te conheso muito bem e sei que vc nao tudo isso o que falam se nao nao te amaria tamto