quarta-feira, 28 de dezembro de 2011

A frase do ano

 

Nada do que foi dito em Xapuri neste ano de 2011 causou maior repercussão que a célebre frase da doceira Carmen Veloso, que dos altos de seus 90 anos de vida e de histórias, tascou impávida e solenemente: “Xapuri está uma merda”.

A declaração da nonagenária, feita ao jornalista Altino Machado (leia aqui), suscitou um caloroso debate neste blog, que reproduziu a reportagem original. A discussão que se seguiu tirou dona Carmen do anonimato de sua modesta cozinha, localizada no centro antigo de Xapuri, para alçá-la à condição de celebridade da hora.

A frase mexeu com os brios de muita gente e fez com que uma onda de textos se derramassem sobre a caixa de mensagens do Xapuri Agora fazendo bombar o blog mais querido e ao mesmo tempo o mais detestado da cidade.

Rolou de tudo: beicinho e chorumela, notas de desagravo, esculhambação ao blogueiro, duelo entre doutorandos e a evocação de eternas teses defendidas por uns e repelidas por outros: “Xapuri, a cidade do já teve” ou “Xapuri, a princesa que virou plebeia”.

Certamente sem ter noção da repercussão que causaria, dona Carmen fez aquilo o que muita gente tem vontade, mas se furta por uma infinidade de razões: exercer o direito sagrado e constitucional de dizer o que pensa, o que acha e o que sente sobre a terra em que vive.

É evidente que a frase de dona Carmen não deveria ter sido – como em muitos casos foi – levada ao pé da letra, tomada como ofensa ou crime de lesa pátria. Deveria ter sido ouvida, reouvida e compreendida na sua multiplicidade de significados.

Pelo exposto, o blog Xapuri Agora concede o prêmio simbólico de frase do ano à dona Carmen Veloso, que indubitavelmente “faz parte do nosso Panteão de heróis, pessoas que resistem para a cidade não perecer”, segundo afirmou em artigo sobre o mesmo tema (releia aqui) o historiador prata da casa Sérgio Roberto Gomes de Souza.

“Na sua rotina, com suas guloseimas, dona Carmen mantém parte de nossas tradições pulsante, seus sabores são repletos de história. Ao falar, demonstra que a “gente” de Xapuri quer participar, quer ser protagonista quer fazer valer a principal riqueza da cidade”. 

Que em 2012 novas frases ecoem para causar polêmica e repercussão, assim como causou a de dona Carmen. E que vivendo numa cidade em que, independentemente de ser uma merda ou não, tenhamos sempre a capacidade de nos fazermos ouvir e não apenas sermos escutados. Afinal de contas, o povo é sábio, e ai de quem disso duvidar.

A foto é do jornalista Altino Machado.

Um comentário:

Pietra Dollamita disse...

Conheci dona Carmem, e seu doces e delicias de Xapuri. E autenticidade faz parte da sua forma de ser.