sexta-feira, 21 de janeiro de 2011

Carisma e simplicidade

Padre Antonio Maria emociona milhares de pessoas no encerramento do Novenário de São Sebastião, em Xapuri.

DSC07669

Um show para ficar marcado por muito tempo na lembrança das pessoas que assistiram a apresentação do padre-cantor Antonio Maria no encerramento da 109ª Festa de São Sebastião, Santo Padroeiro de Xapuri, na noite dessa quinta-feira.

O sacerdote levou o público literalmente às lágrimas cantando músicas consagradas. Ele mesmo confessou que se emocionou muito no momento em que faltou energia e mesmo assim as pessoas continuaram cantando.

Outro momento forte aconteceu quando o padre Francisco das Chagas entregou um presente da paróquia de Xapuri ao padre Antonio Maria. Emocionado, o artista católico retribuiu com um forte e longo abraço no líder da igreja xapuriense.

Depois de show, o padre recebeu várias pessoas no seu camarim, entre elas o repórter Joseni Oliveira, que não conseguia esconder a emoção do encontro com o religioso. A propósito, enquanto escrevia este post, meu colega Joseni perdia um de seus onze irmãos, falecido nesta tarde de causas naturais.

Quando foi informado que do lado de fora do seu camarim havia um repórter de rádio, o sacerdote tratou de mandá-lo entrar imediatamente. Sabedor que na Amazônia esse ainda é o único veículo que chega a todos as classes sociais, ficou feliz de saber que sua mensagem chegaria aos seringueiros e produtores rurais.

Na entrevista de cerca de 4 minutos, o padre Antonio Maria afirmou que ao entrar na cidade já sentiu uma emoção muito grande. Disse ter se emocionado mais ainda quando viu os rostos das pessoas que mesmo na chuva aguardavam pelo início de seu show.

“Xapuri é uma cidade conhecida no mundo inteiro, e hoje aqui a emoção foi demais até pelo fato de São Sebastião ser o padroeiro aqui como é o padroeiro da minha terra, o Rio de janeiro, então é um dia muito especial para mim e passá-lo aqui com vocês foi muito bom”, disse o simples e carismático padre Antonio Maria.

Não sou um cantor que é padre; sou um padre que canta; que evangeliza cantando (Pe. Antonio Maria).

Um comentário:

Sancley disse...

Olá Raimari, estou usando este espaço,pq vc sempre prestou homenagem a todos os habitantes de xapuri que partiram para o plano divino, só que eu não ví nada que relatasse no seu blog o falecimento do meu avô Elias Monteiro, o Breque. Não por ser meu avô, mas acho que pelo trabalho que ele prestou a população de Xapuri como grande carpinteiro e marceneiro que era, acho que ele merecia uma singela homenagem, se vc puder prestá-la a familia ficaria muito feliz. Somos fãs de seu blog. O meu avô faleceu no dia 07 de janeiro de 2010 aos 89 anos de idade.
Um grande abraço!