quarta-feira, 7 de abril de 2010

Residência Florestal em Xapuri

O projeto de transformar Xapuri em um pólo universitário no Acre está avançando. Um encontro realizado nesta segunda-feira entre o reitor da Universidade de Viçosa (MG), Luiz Cláudio Costa, o vice- reitor da Ufac, Pascoal Muniz, o secretário de Meio Ambiente do Acre, Eufran Amaral e o prefeito de Xapuri, Ubiracy Vasconcelos, definiu parcerias para a implantação de uma Residência Florestal no município e, futuramente, um Centro de Tecnologia ligado ao CAT – Centro de Tecnologia da América Latina – que tem sede na Costa Rica.

A UFV e o governo do Acre possuem acordos de cooperação técnica, intercâmbios, programas de estágio e realização de eventos conjuntos. Em março, o secretário de Meio Ambiente do Acre, Eufran Amaral, esteve em Viçosa para discutir estratégias para o fortalecimento da parceria já existente, envolvendo a interação de órgãos do governo e instituições de pesquisa e ensino com aquela universidade, especialmente com o Núcleo de Estudos de Planejamento de Uso da Terra (Neput), vinculado ao Departamento de Solos.

O Neput desenvolve processos e produtos para ações de planejamento da propriedade rural, planejamento e cadastramento urbano tendo como ferramenta principal aerofotos panorâmicas e verticais com estereoscopia, além da produção de recursos didáticos para a educação ambiental. A parceria do governo do acre com a UFV tem o objetivo de ampliar a formação e treinamento de recursos humanos na área de gestão de recursos naturais, visando potencializar as ações na área de gestão ambiental.

De acordo com o secretário Eufran Amaral, articulador do projeto, o encontro desta segunda-feira fez avançar a possibilidade de Xapuri receber pesquisadores para produzir conhecimento e defender teses para aquisição do diploma de especialistas na área florestal, além de tornar Xapuri uma base de estudos e pesquisas sobre desenvolvimento sustentável.

“Em Xapuri nasceram lições para o mundo. Aqui se construiu e se mostrou para o mundo que é possível se viver bem preservando a floresta. Hoje, trabalhamos na construção de conhecimento e fazer o encontro de saberes entre o seringueiro e o cientista”, disse o secretário.

O projeto de Residência Florestal pretende trazer para Xapuri cerca de 40 estudantes/pesquisadores da Universidade Federal de Viçosa para realizarem pesquisas e defenderem teses sobre experiências relacionadas aos projetos de desenvolvimento sustentável desenvolvidos aqui no Acre. Para que isso aconteça, começou a ser trabalhado ontem o termo de cooperação técnica entre Universidade Federal de Viçosa e Universidade Federal do Acre.

Para o reitor da UFV, Luis Cláudio Costa, essa é uma oportunidade que a universidade tem de trabalhar com as diversas formas de saberes.

“A floresta tem muito a nos ensinar. Será muito importante para os nossos estudantes o papel de formação de cidadania e para os nossos pesquisadores a possibilidade de praticar a excelência acadêmica com relevância e interação social, e acreditamos que a partir daí a sociedade ganha como um todo”, afirmou o reitor da UFV.

Para o vice-reitor da Ufac, Pascoal Muniz, a parceria vai fortalecer a universidade na região do Alto Acre.

“A Ufac está presente há mais de 30 anos na formação de professores e em projetos de extensão e pesquisa. E esse projeto vai proporcionar o fortalecimento da universidade no Alto Acre, visando envolver as comunidades da região, inclusive os países vizinhos Bolívia e Peru, na perspectiva que a Ufac tenha aqui um campus forte que possa oferecer uma grande variedade de cursos, gerando oportunidades para a juventude”, destacou.

A iniciativa que visa instalar a Residência Florestal em Xapuri é fruto de uma parceria entre UFV, Ufac, governo do Acre, Embrapa-Acre e prefeitura do município. O prefeito Bira Vasconcelos considera o empreendimento um dos mais importantes para Xapuri, que representa colocar o município num patamar de conhecimento jamais visto, onde a geração de tecnologias venha contribuir com o desenvolvimento local.

“É um momento muito especial para Xapuri porque acreditamos que a partir da produção de conhecimentos e de tecnologias, nosso desenvolvimento será impulsionado. É uma proposta interessantíssima, pois Viçosa é uma universidade renomada nacionalmente nas áreas agrária e florestal, e ainda mais porque, junto com isso, traremos para Xapuri também, aliado com as duas universidades e a Embrapa-Acre, o Centro de Tecnologia da América Latina, o CAT”, afirmou o prefeito.

A instalação do Curso de Residência Florestal está prevista para o segundo semestre deste ano. O núcleo da Ufac e a sede do CTA - Centro dos Trabalhadores da Amazônia - são os possíveis locais para implantação da iniciativa. Para o ano que vem, há planos de também se trazer para Xapuri cursos de mestrado em Engenharia Florestal e Agronomia.

Com informações da repórter Fernanda Gomes, do Sistema Público de Comunicação do Acre. A foto é de Luciano Pontes, da Secom.

Um comentário:

eletrônica pais e filhos disse...

visite o blog da princesinha do acre noticias de xapuri e do mundo e muito mais. www.princesinhadoacre.blogspot.com