quarta-feira, 28 de abril de 2010

“Dona Oca”

“Quero falar com a dona Oca”. A  frase, supostamente de um cliente que procurou a Organização Central de Atendimento em busca de informações julgando que “OCA” fosse uma pessoa e não uma sigla, rodou a cidade nos últimos dias.

Brincadeira à parte, a central de atendimento montada no prédio da casa A Limitada em maio. A direção do empreedimento já está preparando os detalhes para a cerimônia que, ao que tudo indica, ocorrerá com pompa.

Na Oca, o cidadão poderá emitir documentos como carteira de identidade, carteira de trabalho, CPF, título de eleitor, certidão de nascimento, casamento e óbito, além de poder fazer serviços dos governos federal, estadual e municipal.

3 comentários:

Maicon disse...

DONA OCA, RSRSRSRSRSRSRRS...ILÁRIO ISSO...COISAS DE XPURI...AMO DE MAIS ESSA TERRA....AQUI EXISTEM FIGURAS QUE NÃO EXISTEM EM NENHUM LUGAR NO MUNDO...

EUDIRAN CARNEIRO disse...

Amigo, se puder colocar meu simples blog na lista do seu, farei o mesmo com o seu no meu...
Sou professor Eudiran Carneiro
Senador Guiomard
www.eudirancarneiro.blogspot.com

Junior Rodrigues disse...

Providencial, a brincadeira.
Apenas uma parte: aos que procuram os serviços da OCA Xapuri (Organização em Centros de Atendimento) dá-se o nome de cidadãos, menos de cliente.
De onde poderia sair tamanha criatividade? De Xapuri, é claro, que agora é um povo renovado.
Ah! Se não fosses tu, oh, Dona Oca.