sexta-feira, 8 de outubro de 2010

Arte na Ruína premiado

Grupo de Xapuri recebe selo Prêmio Cultura Viva

Da Agência de Notícias do Acre

Foram 1.974 inscrições, de 750 de cidades brasileiras, sendo selecionados apenas 120 para semifinal, onde o Arte na Ruína se encontra como único representante da categoria Grupo Informal do Estado do Acre. Para a próxima fase ficarão 40 finalistas.

As iniciativas classificadas como semifinalistas recebem o Selo Prêmio Cultura Viva, uma chancela de reconhecimento desenvolvida para dar visibilidade às iniciativas que se destacam no processo do Prêmio Cultura Viva.
Essa é a terceira edição do Prêmio Cultura Viva e é dirigida a iniciativas desenvolvidas por gestores públicos, grupos informais, organizações da sociedade civil e Pontos de Cultura que realizam atividades no âmbito da articulação entre cultura e comunicação.

O Grupo Arte na Ruína vem atuando desde 2007, reunindo diversas manifestações artísticas, como teatro e contação de histórias, artes plásticas, dança e música, com jovens entre 17 e 29 anos de idade. Seu principal espetáculo chama-se 'O ensaio Surreal do Grito Sufocado' e é encenado dentro de uma delegacia velha, abandonada e em ruínas, há menos de 100 metros da Casa de Chico Mendes.

O trabalho começou quando passaram a ser impedidos de apresentar em diversos espaços públicos do município de Xapuri, passando a se reunir e apresentar em um espaço não-convencional, tendo visibilidade nacional no ano de 2008, quando foram selecionados pelo Programa Revelando os Brasis, do Ministério da Cultura, para gravar um documentário.

"O Selo Cultura Viva é mais uma importante vitória do grupo, pois possibilita uma visão ainda mais ampla dos acontecimentos artísticos da Princesinha do Acre, possibilitando a abertura de novas portas, dando uma verdadeira injeção de ânimo na cultura de Xapuri", diz Cleilson, coordenador dos jovens da iniciativa.

Prêmio Cultura Viva - Sobre a 3ª edição

selo_cultura_viva.jpg

Ao definir o tema Cultura e Comunicação para essa edição, o Prêmio Cultura Viva procurou estimular e dar visibilidade a iniciativas culturais que favoreçam a criação de situações comunicativas e a construção de espaços de diálogo, propiciando o reconhecimento e a divulgação do "saber fazer" das comunidades.

Busca-se destacar nessa edição as iniciativas culturais que estimulam a fluência comunicativa - a expressão, o compartilhamento de informações e conhecimentos - e o trabalho colaborativo como condições preciosas para o reconhecimento da influência das práticas culturais no processo de construção de identidades, convivência e desenvolvimento. Leia mais em Agência de Notícias do Acre, Prêmio Cultura Viva e Arte na Ruína.

2 comentários:

Thony Christian disse...

O grupo arte na ruína é coletivo que se destaca entre os poucos que ousam fazer alguma coisa por esse Brasil. Ainda bem que são do Acre. Parabéns!

Pietra disse...

Parabéns a Arte na Ruína.
Um grupo de excelente qualidade e que representa bem Xapuri.